In-sistir #1 !

OFICINA 1 – In-sistir #1 !
Ensaio de insistência urbana # Salvador de Bahia

Responsável: Alessia de Biase – LaboratoireArchitectureAnthropologieLAA/LAVUE UMR 7218 CNRS
http://www.laa.archi.fr

RESUMO:
Do latim In+sistere, estar fisicamente sobre algo, eu vos proponho, para o Corpocidade, começar a insistir sobre um lugar.
Salvador será a primeira insistência urbana.
O que significa “insistir sobre um lugar”?
Herdado estritamente da prática etnográfica que encontra, no ato de se colocar, todo o início de qualquer compreensão sobre situações espaciais e sociais, nós propomos escolher um pequeno lugar e o ocupar durante dois dias, no início sozinhos para, em seguida, estar com os habitantes que serão intrigados por esta presença.
A insistência sobre lugares nos levará a compreender e a interrogar detalhes com os habitantes e, também, questionar o fato de estar presente em algum lugar. Como podemos estar presentes em algum lugar?
O que esta ação comporta? O que significa tal presença corporal e que efeitos ela pode produzir no espaço e no encontro com as pessoas?
Dois dias de etnografia e coreografia colaborativa no sentido de trabalhar sobre o “côro” , o espaço praticado pelo o homem no tempo.

Sobre o LAA
O LaboratoireArchitectureAnthropologie (LAA/LAVUE UMR 7218 CNRS) propõe uma antropologia da cidade em transformação onde esta ultima não é mais um simples quadro de interações para um grupo estudado – uma cenografia, mas um processo material e simbólico onde os espaços e os tempos são continuamente imaginados e projetados pelas pessoas que os habitam e por aqueles que o concebem.

Nesta antropologia da cidade em transformação, três tempos e três escalas de análise de cruzam sem cessar: a cidade herdada do século XX; a cidade habitada ou a cidade do presente que de faz e desfaz cotidianamente e, enfim, uma cidade projetada que se confronta constantemente com seu horizonte futuro. O estudo da cidade em processo é, desta forma, conduzido a partir de uma leitura associada às práticas e representações dos habitantes, da cidade herdada e da cidade projetada.

Duração e horários:
23/04 – das 8h às 20h
24/04 – das 8h às 20h
Local: a definir
Vagas: 08

3 respostas em “In-sistir #1 !

  1. Na busca por novas metodologias e reformas epistêmicas em nosso campo disciplinar como
    também na nossa experiência cotidiana e vivências na cidade, gostaria muito de participar desta oficina. Penso em aprender e retransmitir…recriar com alunos do PPGAU- UFPB e do Curso de Arquitetura e Urbanismo-UFPB.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s